Saiba aqui como calcular o turnover nas empresas

Nova call to action

Se você quer saber como calcular o turnover, é preciso aplicar a uma fórmula que soma as admissões com os desligamentos, divide o resultado por dois e, por fim, divide o resultado pelo número total de colaboradores da companhia, em um modelo assim: turnover geral = ([admissões mensais + desligamentos mensais] ÷ 2) ÷ total de funcionários.

Saber como calcular o turnover é uma das formas mais eficientes de avaliar a performance do setor de Recursos Humanos (RH). Ao medir o volume de profissionais que deixam a empresa e demandam substituição, os gestores constroem uma ideia mais clara sobre as práticas do setor.

A rotatividade de pessoal pode ser a causa de um aumento das despesas, de rescisões contratuais, entre outros reflexos.

Por isso, é importante que você mensure essa taxa e tome medidas concretas para manter os valores dentro de padrões razoáveis. Continue lendo e entenda os cálculos!

Como qualquer indicador, o turnover precisa ser acompanhado periodicamente. Para te ajudar com essa tarefa, baixe agora nosso modelo de apresentação de indicadores de RH!

Como calcular o Turnover geral

O primeiro cálculo diz respeito à movimentação de pessoas, ou seja, o quanto as entradas e saídas modificaram os quadros da empresa. Trata-se de um valor obtido a partir da seguinte fórmula:

turnover geral = ([admissões mensais + desligamentos mensais] ÷ 2) ÷ total de funcionários.

Então, imagine que uma empresa tem 50 funcionários, 4 admissões e 3 desligamentos mensais, o cálculo seria o seguinte:

  • [4+ 3] ÷ 2 = 3,5;
  • 3,5 ÷ 50 = 0,07.

Para obter um valor percentual, basta multiplicar o resultado por cem. No exemplo dado, a taxa de turnover geral seria de 7%.

Esse número pode auxiliar a compreensão de diversos aspectos, como as causas dos custos de seleção, recrutamento, treinamento e dispensa de pessoas. Geralmente, a meta é próxima a 10%, mas é preciso entender o contexto da organização para se chegar ao valor ideal.

Como calcular o Turnover de desligados

A segunda forma de analisar a rotatividade é enfatizar o número de profissionais que deixaram a empresa em certo período. O que demanda o seguinte cálculo:

turnover de desligados = total de desligamentos mensais ÷ pelo total de funcionários.

Mantendo os números do tópico anterior, chega-se a seguinte taxa de rotatividade:

  • 3 ÷ 50 = 0,06;
  • 0,06 x 100 = 6%.

Vale ressaltar que o resultado pode ser um indicativo da eficiência ou necessidade de melhoria da gestão de pessoas. Um turnover de desligamento alto pode indicar falhas na capacidade reter talentos, de criar identificação com a cultura organizacional, de recrutar com precisão etc.

Como calcular o Turnover de admissão

Agora que você já aprendeu como calcular o turnover de desligamentos, é importante aprender um subtipo criado para avaliar a rotatividade nas contratações recentes. O cálculo é o seguinte:

turnover de admissões = desligamentos de profissionais com menos de 6 meses de casa ÷ total de colaboradores.

Se uma empresa desligou 10 profissionais recentes e seu quadro é de 125 pessoas, o resultado seria o seguinte:

  • 10 ÷ 125 = 0,08;
  • 0,08 x 100 = 8%.

A função desse resultado é similar ao da taxa de desligamentos. Mas, é voltada para compreensão das práticas mais recentes, como um recrutamento ou uma política destinada aos contratados.

Como calcular o Turnover de pequenas e médias empresas

Como normalmente contam com um quadro de profissionais mais enxuto, pequenas e médias empresas devem ter mais atenção, porque esses valores podem não aparecer nos cálculos mensais.

Isso ocorre porque, com poucos funcionários, fica difícil acompanhar a evolução do indicador de desempenho. Se a empresa demite 10 funcionários em janeiro e 0 em fevereiro, embora a taxa tenha chegado a 0%, não é seguro afirmar que, do dia para noite, as práticas de RH se tornaram tão perfeitas.

O ideal é analisar um período mais longo, de modo a captar os efeitos da gestão de pessoas. Por isso, utilize valores trimestrais, semestrais e, até mesmo, anuais, a depender do número total de colaboradores.

Ao capturar um volume maior de desligamentos e admissões, as taxas serão mais constantes, facilitando o acompanhamento pelo RH.

Agora que você aprendeu como calcular o turnover, não terá maiores dificuldades para acompanhar o desempenho desse indicador!

Para conhecer outras ferramentais de gestão de pessoas, assine nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeiro mão!

Nova call to action
Nova call to action
Nova call to action

Quer participar com a gente? Preencha o formulário abaixo para mergulhar nessa transmissão gratuita cheia de aprendizados sobre R&S e Admissão Digital.