Como engajar gestores nos processos de recrutamento e seleção? Veja 5 dicas!

Nova call to action

Os processos seletivos são uma importante rotina do RH. Os profissionais da área realizam uma série de procedimentos e avaliações para a escolha das pessoas com melhor potencial para os cargos. Nesse contexto, é essencial poder contar com as lideranças. Assim sendo, o engajamento de gestores contribui para que a admissão tenha maior eficácia, permitindo um melhor alinhamento das expectativas às possibilidades encontradas. Mas como engajar gestores no recrutamento e seleção?

Preparamos este conteúdo especial para que você conheça ótimas estratégias para estimular a participação dos administradores nas avaliações para admissões. Ficou interessado? Continue acompanhando para aprender mais sobre o assunto!

Qual é a importância do engajamento de gestores?

O engajamento de gestores no recrutamento e seleção é fundamental para uma contratação bem-sucedida. Afinal, é a liderança que fornece as informações principais sobre o que se espera do candidato para a construção do perfil ideal da vaga.

Ela também contribui com os conhecimentos sobre a área, avaliando se a formação, o tempo de experiência e outras competências técnicas são suficientes para o cargo. Uma admissão bem alinhada ao que é esperado só pode ocorrer com o apoio do dirigente.

Porém, muitas vezes, engajar gestores quando se trata de recrutamento e seleção é um verdadeiro desafio para o RH. Os motivos principais para esse cenário são a falta de tempo e a sobrecarga dos administradores, a reduzida proximidade entre a alta liderança e o RH e ainda a falta de compreensão dos coordenadores sobre a importância das avaliações para contratações no sucesso da organização.

Como engajar gestores no recrutamento e seleção?

Conforme mencionamos, o engajamento de gestores é uma tarefa que traz vários desafios para o RH. A falta de participação da liderança pode levar ao delineamento de um perfil pouco preciso, resultando na perda de talentos e no aumento da rotatividade. Com isso, os custos aumentam e o clima organizacional é afetado negativamente. A boa notícia é que há várias estratégias que podem incentivar o envolvimento do dirigente. Veja, a seguir, quais são essas alternativas!

1. Eduque sobre a importância do processo seletivo

Muitos gestores não sabem da importância do processo de recrutamento e seleção. Eles podem ter um olhar muito voltado para fatores técnicos, financeiros e operacionais da corporação, com a mentalidade de que admissão é somente papel do RH.

Por isso, é fundamental fazer um trabalho de conscientização sobre o grande valor que as avaliações para contratações representam para a corporação. Mostre ao dirigente que cada profissional que é somado à equipe é um representante da organização para a sociedade.

Não se envolver no processo é abrir mão de um direito primordial que ele tem como dirigente. Ele pode delegar muitas funções na companhia, mas a decisão sobre quem será contratado só pode partir da liderança, pois deixar essa tarefa para outra pessoa pode não ser a melhor proposta.

Além disso, utilize dados sobre recrutamento e seleção, rotatividade e outros fatores associados. Eles são a melhor maneira de mostrar o grande valor do processo seletivo para os resultados da empresa e para a área específica daquele gestor. Uma ótima oportunidade para ter mais facilidade para categorizar e elencar dados sobre esses procedimentos é utilizar um software de recrutamento e seleção.

2. Entenda quais são as reais necessidades dos gestores

Os gestores podem estar envolvidos em dificuldades que os levam a não se engajar no processo seletivo. Por conta disso, é importante escutá-los e ter atenção com as necessidades deles. Dialogue com as lideranças e procure escutar as demandas dos administradores. Assim, será possível construir soluções em conjunto para potencializar essa participação.

3. Mostre o quanto a contribuição dos gestores é indispensável no recrutamento e seleção

É importante mostrar às lideranças o quanto a contribuição delas é indispensável no recrutamento e seleção. É o dirigente que aponta a necessidade, indicando qual é a lacuna que precisa ser preenchida. Ele esclarece o que a vaga demanda, pois tem grande expertise e experiência no negócio.

Conscientize os administradores de que há um propósito na participação deles e de que esse envolvimento é um investimento para a corporação. Com o engajamento de gestores, a seleção tem mais recursos para o sucesso.

4. Promova uma aproximação entre os gestores e o RH

Muitos gestores têm uma visão do RH como um setor à parte, algo completamente separado e desvinculado da estratégia e dos negócios. Por isso, eles adotam um certo distanciamento, deixando o departamento sempre em segundo plano na agenda.

Para modificar essa mentalidade, é importante buscar formas de aproximação entre os administradores e os profissionais do RH. Para tanto, procure ter mais participação nos processos e reuniões e mostre como o RH tem um conhecimento diferencial que pode contribuir muito para melhores resultados.

5. Invista em uma boa comunicação

Uma boa comunicação entre os gestores e o RH é essencial para os processos seletivos. Ela favorece uma melhor identificação de necessidades e a adequada compreensão das exigências do cargo.

Em certos casos, por exemplo, o administrador pode enviar uma solicitação de contratação, mas com especificações de características muito vagas. Outro problema que pode ocorrer é um nível de exigência muito elevado, sem flexibilidade. Essas questões só podem ser resolvidas com um bom diálogo entre os dirigentes e o RH.

Além disso, a comunicação permite uma troca positiva de feedback, de forma que o líder ofereça retornos e opiniões sobre os candidatos que o RH sugere. O resultado desse contexto são contratações melhores e a retenção de talentos. Além disso, o RH avança na consolidação de um papel estratégico junto aos administradores.

O engajamento de gestores é essencial para que o processo seletivo tenha melhores resultados. Com essa participação, é possível fazer escolhas de candidatos mais certeiras, o que ajuda a evitar que o colaborador novato deixe a vaga com pouco tempo de exercício.

O líder envolvido na seleção permite visualizar lacunas e potencialidades. Ele contribui com uma visão mais ampla dos procedimentos, do fluxo de trabalho e dos negócios, enquanto o RH complementa com vários conhecimentos em gestão e competências. Dessa forma, torna-se possível formar uma boa parceria e realizar ótimas admissões.

Gostou de nossas dicas sobre como engajar gestores? Aproveite e entre em contato com a Kenoby! Teremos prazer em ajudar você!

Nova call to action
Nova call to action
Nova call to action

Quer participar com a gente? Preencha o formulário abaixo para mergulhar nessa transmissão gratuita cheia de aprendizados sobre R&S e Admissão Digital.