Nos últimos anos, as pessoas puderam testemunhar um avanço tecnológico em todos os aspectos do cotidiano que nunca tinha sido visto na história da humanidade. A qualidade de vida melhorou consideravelmente, a rotina diária tornou-se mais fácil e o trabalho mais eficiente.

Esta revolução tecnológica alterou desde nossa forma de comprar à forma de nos comunicarmos. Do mesmo modo, a tecnologia tem auxiliado e otimizado os processos de trabalho. Já é possível ver o uso da Inteligência artificial em vários setores e hoje iremos explicar um pouco sobre como isso acontece nos processos de recrutamento e seleção de pessoas. Confira!

Desafios no recrutamento e seleção de pessoas

Para os recrutadores brasileiros, a fase mais complicada no processo de seleção é a triagem manual de currículos, já que a situação do mercado faz com que o número de candidatos para cada vaga seja bastante elevado.

No cenário atual, muitos recrutadores passam horas analisando currículos que não param de chegar, rastreando se o candidato preenche os requisitos e avaliando qualificações e experiências.

Além disso, a taxa de turnover ainda é muito alta na maioria das empresas, o que ocorre por contratações feitas de modo equivocado. O custo com contratações e demissões constantes pode ser extremamente prejudicial para a lucratividade da empresa, por isso há uma urgência de mais eficiência em recrutamento e seleção de pessoas.

kenoby-cta-materiais-atrac%cc%a7a%cc%83o

Como a inteligência artificial pode ajudar

A ideia é que sistemas de recrutamento e seleção realizem operações como: avaliação dos perfis dos profissionais, aplicação de testes e definição de quais candidatos devem chegar à uma etapa decisiva, de entrevistas pessoalmente.

O primeiro passo é que o rastreio e avaliação dos currículos sejam feitos automaticamente através de um recrutador virtual, que irá separar apenas os candidatos que se encaixem nos pré-requisitos da vaga. O sistema consegue avaliar mais profundamente aspectos do perfil do candidato, que talvez passassem despercebidos a um recrutador que não tivesse informações suficientes.

Testes de habilidades feitos on-line também fazem parte do processo, sendo que o sistema determina que tipos de perguntas são as mais adequadas para avaliar melhor cada candidato.

A maior automação no processo significa avanços no sentido de eliminar contratações feitas por opinião pessoal do recrutador ou mesmo achismos e adivinhações. O processo passa a contar com atualização automática dos registros dos candidatos, além de dados e números concretos, o que garante muito mais acertos na seleção.

Impactos no setor de RH

Para os recrutadores, a parte positiva diz respeito à padronização dos processos para melhor e de forma mais objetiva conseguir avaliar a capacidade e as habilidades de um candidato, especialmente por remover os preconceitos inerentes a todo processo de seleção.

Isso quer dizer que os profissionais de RH não se tornarão dispensáveis, mas sim que eles terão de volta o tempo que gastam com os processos para que possam construir relacionamentos dentro da empresa de forma mais eficaz.

Vale ressaltar que a inteligência emocional ainda é tão valiosa quanto a artificial no recrutamento e seleção de pessoas e nenhuma máquina é capaz de explicar as complexidades da emoção e do comportamento humano. Por isso, o que realmente importa é que haja um bom profissional envolvido no processo obtendo o máximo das máquinas e da tecnologia disponível.

Queremos saber qual a sua opinião sobre esse uso da inteligência artificial. Compartilhe conosco no espaço para comentários!

No votes yet.
Please wait...