Entrevista de desligamento: O que é, sua importância e como fazer

Nova call to action
Nova call to action

A entrevista de desligamento é um diálogo estruturado, conduzido pela gestora de RH para conhecer melhor a visão de quem está sendo desligado sobre diversos aspectos da empresa. Sendo assim, um importante procedimento a ser realizado pelo RH.

Neste post você vai encontrar:

  • A importância da entrevista de desligamento para a empresa
  • Os benefícios para o funcionário e a empresa
  • Como organizar uma entrevista de desligamento

Essa atividade é fonte de muitas informações valiosas e deve ser realizada tanto no caso de demissão por parte da companhia quanto no caso de desligamento voluntário, além de fazer parte das boas práticas!


Se você preferir, baixe nosso Manual para desenvolver a marca empregadora. Um e-book gratuito para você se aprofundar e ficar expert no assunto! Clique aqui para baixar o e-book.


Qual a importância da entrevista de desligamento para a empresa?

A entrevista de desligamento é uma oportunidade para o sujeito expressar suas opiniões com mais liberdade, por ele já não ser mais um membro da empresa. Ele pode dar uma visão diferenciada do trabalho das equipes, ajudando a ver conflitos e problemas que escapam aos olhos do gestor.

As soluções que o ex-funcionário sugerir podem ser bastante distintas do que é apontado usualmente, pois o trabalhador estava imerso na equipe e tem um ponto de vista completamente diferente. Ele conhece melhor as dificuldades de cada setor e, no seu tempo de serviço, pode ter pensado e dialogado sobre alternativas para solucionar os entraves nos processos.

Além disso, a entrevista de desligamento é uma oportunidade de a organização oferecer amparo ao ex-colaborador diante da perda do emprego. Isso é muito importante, porque permite a humanização das relações no ambiente de trabalho e também para que o negócio tenha uma imagem positiva aos olhos desse profissional.

O desligamento, seja ele a pedido da empresa ou do próprio trabalhador, é uma mudança marcante na vida da pessoa e envolve a necessidade de elaborar o luto. Assim, o empreendimento tem o dever social de oferecer apoio nessa situação.

Quais são os benefícios da entrevista de desligamento para a empresa e o funcionário?

A entrevista de desligamento oferece uma série de benefícios. Veja mais a seguir!

Ameniza a relação entre a empresa e funcionário

Nem sempre o desligamento é uma situação tranquila entre a organização e o empregado. O profissional pode ter ressentimento, raiva e várias críticas e reclamações. A entrevista objetiva abrir um espaço para que o ex-colaborador possa se expressar e também para que o gestor de RH possa amenizar essa tensão entre o trabalhador e a corporação.

Isso é importante porque a imagem que o ex-funcionário leva da organização repercute em várias pessoas. Ele comenta sobre ela para familiares e amigos, e essas pessoas se comunicam com outras. Assim, a informação se propaga rapidamente. A entrevista de desligamento tem a intenção de fazer com que a impressão da companhia seja positiva, que o trabalhador se sinta amparado e que o desligamento seja uma ocorrência pacífica.

Oferece feedback

Quando o profissional trabalha na empresa, ele não se sente tão à vontade para fazer críticas ou até oferecer sugestões. Muitas vezes, todos estão muito ocupados com as tarefas para ouvi-lo ou ele pode se sentir intimidado. Mas agora, com o vínculo empregatício interrompido, é possível ter um feedback mais completo do ex-funcionário.

A organização também pode dar a ele um retorno sobre o seu trabalho, destacando os pontos positivos e agradecendo pelo tempo que ele permaneceu dedicado à organização.

Causa uma boa impressão

Oferecer amparo ao trabalhador desligado mostra que a corporação é um ambiente humanizado e que ela se preocupa com os seus colaboradores. Isso melhora a imagem da empresa.

A reputação como empregadora fica associada a ações positivas, e a companhia recebe maior reconhecimento no mercado. Afinal, o apoio no momento do desligamento é uma forma de responsabilidade social da organização.

Além disso, os trabalhadores que permanecem tendem a se afligir menos no caso da demissão de um colega. Uma certa inquietação é comum, mas a boa postura do empreendimento demonstra que as decisões dos gestores são bem pensadas e planejadas e que quem for demitido vai ter a oportunidade de conversar com um profissional capacitado.

Identifica pontos de melhoria para a empresa

Um dos principais focos da entrevista de desligamento é abrir espaço para o colaborador fazer críticas e apontar sugestões para a organização melhorar. Ele pode ter diversas contribuições.

É importante pensar que a empresa não deve adotar a postura de só pedir feedback para os trabalhadores no momento em que eles se desligam do empreendimento.

A cultura da corporação deve promover o diálogo constante entre os gestores e subordinados. Porém, na demissão, esse retorno terá um diferencial, que é a maior liberdade de fala. Afinal, o indivíduo não tem mais vínculo com a companhia.

Como é feita a entrevista de desligamento?

Para fazer uma entrevista de desligamento, siga os passos a seguir!

Escolha o momento ideal para a entrevista

É importante escolher um momento adequado para a realização da entrevista. Muitas vezes, a notícia de uma demissão pode abalar muito a pessoa. Ela pode chorar, ficar nervosa e ter dificuldades de lidar com a situação. Assim, talvez esse momento não seja o melhor.

Aguarde um tempo para que ela fique mais calma e estável, marcando o encontro preferencialmente para uma data diferente do dia da comunicação da notícia.

Planeje a entrevista de desligamento

Planejar o desligamento contribui para que a entrevista seja mais bem aproveitada. É importante separar a maior parte do tempo para que o ex-funcionário possa falar. Além disso, é fundamental preparar um roteiro de entrevista. Coloque questões abordando as seguintes temáticas:

  • imagem da empresa;
  • impedimentos na ascensão na carreira;
  • opinião sobre o ambiente físico da corporação;
  • relação com o ex-gestor e com os colegas;
  • clima interno;
  • opinião sobre o desempenho dos outros setores;
  • razão do desligamento, em caso de demissão voluntária;
  • comunicação interna;
  • questões que podem ser melhoradas na empresa;
  • feedback sobre o trabalho do RH.

Ofereça uma boa escuta para o profissional e saiba filtrar o conteúdo

É fundamental que você esteja disponível para escutar o ex-colaborador, acolhendo a angústia e sentimentos que podem aparecer com o desligamento. Além disso, tenha atenção com as informações que ele apresenta. Muitas vezes, o conteúdo falado pode ser muito influenciado pelo estado emocional do sujeito.

Ele pode falar mal da empresa, fazer muitas críticas e lançar várias reclamações por estar angustiado e elaborando o luto da perda do emprego. Assim, é necessário escutar, mas também separar as informações que vão ser aproveitadas.

Fazer uma entrevista de desligamento na corporação é fundamental para oferecer apoio ao profissional e ter um feedback do ex-colaborador. Essa estratégia permite que o empreendimento possa identificar falhas. Pois contará com informações de alguém que tem um ponto de vista diferenciado.

Para conduzir bem o processo, planejamento e uma boa escuta são fundamentais. Assim, a companhia pode ter uma série de benefícios.

E então, gostou de aprender mais sobre a entrevista de desligamento? Assine a nossa newsletter e receba mais informações!

Nova call to action
Nova call to action
Nova call to action