Saiba como dar um feedback negativo para as equipes!

Contrate o Kenovt em SETEMBRO e comece a pagar só em janeiro

O feedback negativo faz parte do desenvolvimento das equipes. Por isso, ele deve ser planejado e estruturado a fim de manter a motivação dos grupos em prol dos objetivos organizacionais.

Cabe às lideranças oferecer o feedback de forma adequada. Para tanto, é possível contar com o suporte do setor de Recursos Humanos de modo a orientar esse momento que pode ser delicado tanto para quem oferece quanto para quem recebe o feedback negativo.

Para que os colaboradores alcancem a alta performance esperada pela corporação, é importante que os gestores encarem esse momento com seriedade e também com otimismo.

Ao longo desta leitura, você vai aprender como dar feedback negativo para as equipes. Acompanhe!

O que é feedback?

O feedback é o retorno que um responsável por uma atividade, setor ou projeto oferece a um indivíduo ou a uma equipe. É a situação na qual o líder passa a avaliação de tudo o que foi feito até aquele momento. O feedback pode ser positivo ou negativo.

No ambiente empresarial, os feedbacks são comuns, principalmente nas avaliações de desempenho e no desligamento de um colaborador. O profissional também pode oferecer feedback, principalmente com relação às suas expectativas quanto à companhia e a respeito da liderança e de suas atividades.

Nesse cenário, toda a organização pode ser beneficiada, pois, ao avaliar os pontos fortes e de melhoria, as ações necessárias para o desenvolvimento do negócio podem ser traçadas.

Existe também o feedback externo, focado nas expectativas do cliente, que é importante para a empresa avaliar a satisfação do consumidor com relação aos produtos e serviços oferecidos pela companhia.

Assim, seja um feedback interno ou um externo, é fundamental a liderança compreender suas contribuições para a empresa e para os profissionais e utilizá-lo a favor do desenvolvimento de todos.

Qual a importância do feedback negativo?

O feedback negativo é o meio que leva ao alinhamento das expectativas da empresa com relação ao profissional e às equipes, e vice-versa.

Ele é um importante condutor para que todos estejam no caminho traçado para a realização de um bom trabalho, tendo os comportamentos e as atitudes esperados. Além disso, contribui para implementar as melhorias necessárias para o desenvolvimento e o bem-estar de todos.

Vale ressaltar que, quando falamos de um feedback negativo, alguns cuidados devem ser tomados para que o time não se sinta desconfortável — o que pode levar à falta de motivação e de engajamento.

Como dar feedback negativo?

Poucos profissionais (mesmo sendo gestores de qualquer nível) estão preparados para dar feedback negativo, seja individual ou em grupo.

Isso porque, geralmente, as pessoas tendem a fugir dos conflitos. No entanto, sem esse retorno, tanto empresa quanto colaboradores não se desenvolvem. Daí a importância de estar preparado para encarar esse desafio e colocar em prática essa ferramenta extremamente valiosa.

Na sequência, veja como dar um feedback negativo para as equipes!

Seja objetivo

Longos rodeios podem confundir a equipe. Você pode começar reforçando os pontos fortes do time, para despertar a atenção e criar uma conexão maior com ele.

Mas isso deve ser breve. Diga logo em seguida quais são os pontos que precisam ser melhorados, aponte os caminhos que todos podem seguir e se coloque à disposição para ajudar.

Também é válido perguntar se você pode contar com o comprometimento de todos. Isso gera engajamento, e as chances de a situação ser revertida positivamente são maiores.

Utilize um vocabulário positivo

O tom da conversa é muito importante para manter a equipe atenta e motivada com os objetivos organizacionais. Por isso, seu vocabulário deve ser o mais positivo possível, evitando palavras de desânimo e que possam comprometer o desempenho da equipe.

Você pode elogiar os pontos fortes do time para motivá-lo a aceitar as críticas de forma construtiva. Lembre-se: o feedback, seja ele positivo ou negativo, só é válido se tiver o propósito de contribuir com o desenvolvimento de todos.

Aplique uma comunicação não violenta

Seguindo o vocabulário positivo, é importante que a comunicação seja realizada de forma não violenta. Isso quer dizer que você deve evitar julgamentos e críticas, não fazer exigências além das possibilidades individuais e do grupo e manter o tom de voz adequado.

Também é importante ouvir o que a equipe tem a dizer. Nesse ponto, você deve estar preparado para descobrir que a situação pode ser mais densa do que imaginava, exigindo esforços maiores do que o previsto.

Uma comunicação empática e embasada em fatos é a chave para um feedback de sucesso.

Seja impessoal e transparente

Para evitar “vitimismos” da equipe, é importante que o líder assuma uma postura profissional, destacando que as mudanças no comportamento do grupo são fundamentais para o desempenho esperado pela companhia.

Tenha fatos e dados para ilustrar a situação

Para evitar contestações sem fundamento e elucidar a equipe a respeito do que está sendo dito, é importante contar com informações que possam embasar as observações. Dessa forma, a equipe entenderá que se trata de uma constatação e não de ataques ao time.

Assim, para toda situação de melhoria, busque ilustrar e exemplificar os fatos para auxiliar a equipe a visualizar o que deve ser feito.

Monte um plano de ação

Para que a equipe saiba como se comportar e em quais aspectos melhorar, é relevante que você leve um plano de ação a ser executado. Para isso, estabeleça um cronograma de ações com metas e objetivos. É fundamental que todos saiam da reunião sabendo quais mudanças precisam fazer e como começar essa transformação — que deve ter prazo de começo, meio e fim (avaliação).

Dê o feedback negativo em particular

É importante não expor a equipe a outros grupos no momento do feedback negativo. Isso pode causar mal-estar e outros malefícios, como o comprometimento do clima organizacional e, como já mencionamos, interferir negativamente na motivação da equipe.

Como vimos ao longo desta leitura, o feedback negativo é importante para o desenvolvimento das equipes e deve ser concedido de maneira adequada e consciente pelas lideranças, tendo o suporte da equipe de Recursos Humanos.

O feedback negativo também é pertinente para os candidatos que participam dos processos seletivos da empresa. Quando o setor de RH se planeja para conceder esse retorno, além de contribuir para que o candidato melhore suas competências, isso colabora para a imagem empregadora da organização.

Se você gostou deste post sobre como dar um feedback negativo para as equipes, assine nossa newsletter para ter acesso a mais conteúdos como este!

Nova call to action
Nova call to action
Nova call to action