Headcount é o nome dado ao indicador que representa a quantidade de colaboradores de uma empresa. Em tradução livre, a “contagem de cabeças” tem papel fundamental dentro de uma organização e deve ser acompanhado de perto.

Realizar um trabalho eficaz e estratégico em Recursos Humanos inclui entender e aplicar de forma inteligente seus indicadores. Apesar disso estar claro para a maioria dos profissionais do departamento, muitas vezes são negligenciadas a importância e relevância do headcount.

Esse indicador diz respeito à quantidade de colaboradores de uma empresa. Como todo indicador, o headcount deve ser periodicamente medido e comparado. Mas afinal, para que serve esse indicador e como aplicá-lo de forma inteligente? Continue a leitura e confira!

Qual o significado e como calcular o headcount?

A princípio, o headcount parece ser um indicador extremamente complexo e difícil de mensurar, quando na verdade ele apenas leva em consideração a quantidade de pessoas que integram a empresa. Além disso, é importante ressaltar que esta conta não pondera o horário de trabalho dos profissionais, ou seja, todos os colaboradores entram neste índice.

Mais importante que calcular o número de colaboradores, é saber como utilizar esta informação em benefício da empresa. Por isso, precisamos entender qual é a função deste indicador e como o RH deve utilizá-lo.

E esse é apenas um dos indicadores do RH, assim como o turnover, o time-to-hire e muitos outros. Quando aplicados em conjunto para a tomada de decisões, essas métricas podem representar uma grande mudança para a companhia. Para te ajudar nessa tarefa, baixe a nossa apresentação gratuita de indicadores de RH.

Utilizando o headcount de forma inteligente

Tendo o headcount em mãos, o próximo passo é analisar se ele atende às demandas que a empresa possui. Nesta fase, você identificará se o total de colaboradores é insuficiente, ideal ou excedente, quando comparado às tarefas que cada profissional precisa exercer.

Este é o principal objetivo! Mensurar se a quantidade e a qualidade das pessoas que trabalham na empresa estão adequadas. Desta forma, será possível tomar decisões que irão otimizar a produtividade e, consequentemente, aumentar a lucratividade. Inclusive, nós temos um artigo no blog que fala sobre o orçamento do RH. Acesse aqui: Orçamento de RH: como reduzir custos de forma inteligente.

1) Crie o organograma da sua empresa

Se você pretende avaliar a demanda de trabalho dos colaboradores, precisa inicialmente entender quais cargos compõem os departamentos existentes. Para isso, você precisará entrevistar os gestores das áreas, mapeando todas as posições e hierarquias. Não se esqueça de anotar quantos colaboradores ocupam cada cargo!

Quer saber mais? Acesse o nosso post: Passo a passo para criar o organograma da empresa.

2) Faça uma revisão dos job descriptions

Analisar as competências de cada cargo é uma maneira muito importante para mensurar as atividades que os colaboradores exercem. Este é um trabalho fundamental para quem deseja verificar se as tarefas executadas cumprem a demanda daquele cargo ou se o colaborador está sobrecarregado de trabalho. Uma breve conversa com os colaboradores e uma pesquisa de mercado poderão te ajudar na descrição dos cargos da empresa.

Além disso, a revisão dos job descriptions é muito relevante para contratação de novos profissionais. Saber as competências necessárias para cada posição traz benefícios como:

  • Possibilita um bom recrutamento,
  • Contribui para o sucesso dos profissionais e
  • Reduz os custos da empresa.

3) Avalie a demanda atual de cada cargo

Agora, você já consegue confrontar a quantidade de colaboradores e a demanda de trabalho. Basta realizar outra conversa com os gestores de cada área e entender como é a eficiência de cada time. As tarefas solicitadas são realizadas? O time possui as competências exigidas pela área? A quantidade de pessoas é suficiente para atender à demanda?

Com todas essas informações, ficou fácil concluir se o headcount da empresa está satisfazendo as suas necessidades. Crie um novo organograma baseado em todos os dados que você coletou e se pergunte:

  • As quantidades de colaboradores para cada cargo estão batendo?
  • É necessário criar novos cargos?
  • Existem contratações dispensáveis?
  • O atual organograma está impactando a receita da empresa?

4) Defina os próximos passos

Ao final, você terá um material riquíssimo e precisará se reunir com a liderança da empresa para definir as ações que deverão ser tomadas para otimizar o headcount.


Este post esclareceu suas dúvidas sobre os benefícios do uso do headcount? Gostaria de ler mais artigos como este? Siga-nos nas redes sociais — Facebook e LinkedIn — e não deixe passar nenhum conhecimento!

No votes yet.
Please wait...