Mapeamento e fit de cultura: Aumentando a eficiência do R&S

Nova call to action

Redução de turnover, geração de indicadores, redução do SLA de recrutamento e aumento de diversidade são só algumas das diversas preocupações que a gente do RH possui mês após mês e que podem estar diretamente relacionados à forma com que contratamos. 

O que é fit cultural

Por isso, para saber qual é a importância do fit cultural, e do mapeamento da cultura da sua empresa, continue a leitura!

Segundo a definição da Harvard Business Review, o fit cultural é: “A probabilidade de alguém refletir e ser capaz de se adaptar às crenças, atitudes e comportamentos centrais que compõem sua organização.”

Ou seja, o fit cultural nada mais é do que o processo de contratar pessoas com cultura e valores similares aos da companhia. E é papel do RH fazer a manutenção da cultura da companhia e garantir o engajamento das pessoas que trabalham lá.

E a importância de contratar pessoas que sejam aderentes à cultura da empresa significa contratar pessoas que potencialmente vão ter uma atuação diferenciada na busca pelos objetivos da empresa e na tomada de decisões, permitindo que ela desenvolva sua visão estratégica e que participe diretamente da construção do futuro da companhia.

“Ok, tudo parece muito bom até aqui. Mas se o fit cultural é tão bom assim, como eu posso implementar isso na minha empresa?”, você deve estar se perguntando agora. E o primeiro – e mais importante dos passos – é o mapeamento da cultura da sua companhia.

Cultura e mapeamento

Segundo um estudo de 1991 realizado e publicado pelos professores O’Reilly, Chatman e Caldwell, chamado de Organizational Cultural Profile, o modelo cultural das empresas pode ser dividido em dominante e subculturas

Cultura dominante

A cultura dominante pode ser traduzida como os valores centrais de uma empresa. Aqui na Kenoby, por exemplo, eles são: be customerholic (foco no cliente), just say it (cultura de feedbacks), better together (trabalho em equipe), thirst for knowledge (sede de conhecimento) e make it yours (senso de dono).

E cada empresa terá os artefatos da sua cultura dominante traduzida em valores.

Subculturas

Se a cultura dominante é a tradução de tudo o que a empresa acredita, as subculturas são uma extensão disso, certo? Não, errado. 

As subculturas tendem a ser variações culturais presentes em cada time, equipe ou setor da empresa. Levando em consideração, inclusive, a localização geográfica das pessoas dessa determinada área. 

Porém, é importante ressaltar que mesmo com essas particularidades, todas essas subculturas abrangem, também, os valores da companhia. Ou seja, sua cultura dominante.

Mapeamento da cultura

Agora estamos chegando em algum lugar, certo? Já sabemos do fit cultural, da cultura dominante e das subculturas. Então, o Mapeamento da cultura da empresa é algo que deve levar em consideração todos esses fatores.

O mapeamento acontece por meio de ferramentas específicas com essa finalidade. E para ser feito, precisamos elencar quais pessoas representam os pilares dos valores da companhia para termos uma métrica de comparação.

“Ah, então é só pegar a alta gestão, o CEO, e mapear a cultura deles?” Claro… que não! Eles podem compor o quadro de pessoas guardiãs de determinados artefatos da cultura. Mas essa não pode ser uma escolha aleatória.

As pessoas mais importantes, e as que mais queremos ouvir, são aquelas que refletem um ou mais dos valores da companhia com muita naturalidade. Elas que devem ter as respostas mapeadas. 

E que respostas são essas? São as respostas do mapeamento da cultura, um teste que deve ser aplicado primeiro nas pessoas que trabalham aí na sua empresa, para parametrizar as respostas de perguntas específicas e que ajudam no mapeamento dos valores de cada uma das pessoas.

Depois, este mesmo teste, já parametrizado e com as respostas dos colaboradores, deve fazer parte do seu processo seletivo. Assim, você garante que vai avançar de etapa as pessoas do processo com um fit cultural de X%.

E quanto maior for a correlação entre a cultura das pessoas candidatas com a cultura da empresa, menores serão os riscos de turnover, mais indicadores de sucesso do RH poderão ser gerados e monitorados, o SLA de contratação pode diminuir. Afinal, mesmo adicionando uma nova etapa no processo, é uma etapa que vai te entregar candidatos muito mais próximos do que você busca. E o aumento da diversidade como reflexo do fit cultural das pessoas e da falta de vieses – conscientes ou inconscientes – que podem deixar pessoas excepcionais de fora dos seus processos.

No dia 17/11, às 14h, fizemos uma live para celebrar a Colors of November. Nela, falamos muito sobre mapeamento de cultura, fit cultural e diversidade. Para saber mais destes assuntos e como eles podem ser trabalhados na sua empresa, acesse a live a assista!

Durante todo o mês de novembro, na campanha Colors of November, você contrata o Kenoby com até 50% de desconto nos 3 primeiros meses e ganha o mapeamento de cultura e o nosso teste de fit cultural de graça! Converse com um especialista e comece a transformar o seu recrutamento ainda em 2020! 

Nova call to action
Nova call to action
Nova call to action

Veja os melhores momentos da live sobre cultura e diversidade no R&S. Preencha o formulário abaixo e assista agora!

Veja os melhores momentos da live sobre cultura e diversidade no R&S. Preencha o formulário abaixo e assista agora!

Quer transformar a apresentação dos seus números de RH? Preencha o formulário abaixo para receber agora este template customizável…

Quer transformar a apresentação dos seus números de RH? Preencha o formulário abaixo para receber agora este template customizável…

Quer participar com a gente? Preencha o formulário abaixo para mergulhar nessa transmissão gratuita cheia de aprendizados sobre diversidade e cultura…