Uma das festividades mais aguardadas e queridas do primeiro semestre, a festa junina, além de toda a diversão, é uma situação perfeita para promover o engajamento e a interação entre os colaboradores, enquanto melhora o clima organizacional e fortalece a marca empregadora.

Por esse motivo, mais do que contar os itens tradicionais da festa, como pipoca, maçã-do-amor, arroz doce, fogueiras, roupas xadrez, brincadeiras e danças, é fundamental que o RH, junto dos gestores, proporcionem espaços confortáveis e eventos descontraídos, visando melhorar e aproximar o relacionamento entre empresa e equipe.

E, apesar da festa ser comemorada tradicionalmente em Junho, é válido estender as festividades para o mês seguinte, Julho, com o objetivo de engajar os colaboradores.

Por isso, se você quer saber como definir as principais estratégias para criar um ambiente ideal para a festividade, acompanhe esse post até o final!

Festeje, cative e comemore!

O período deve ser visto como uma grande oportunidade para prover a interação entre os funcionários de todos os setores, pois dificilmente algum colaborador terá aversão às brincadeiras e o momento festivo.

Assim, além de reunir a equipe para um momento de festividade, o RH pode aproveitar a ocasião para engajar a equipe em favor dos resultados desejados e fortalecer a marca empregadora por meio da criação de vídeos e fotos que podem ser utilizados na página de carreiras.

Se você quer saber mais sobre como criar e fortalecer sua imagem dentro do mercado, garanta agora o seu acesso gratuito ao nosso Manual para desenvolver a Marca Empregadora.

RH + festa junina/julina = benefícios para a empresa

Com uma proposta leve e descontraída, a festa junina abre espaço para que algumas dinâmicas sejam realizadas, criando oportunidades para que o RH realize diferentes tipos de avaliações sobre o clima organizacional.

A interação, interesse e disposição dos colaboradores em participar das brincadeiras relacionadas ao evento e a maneira como se portam fornecem informações valiosas para o setor.

Nela, podemos realizar, também, abordagens informais, porém estruturadas, para o levantamento de dados através de situações que acabam passando batidas no cotidiano das empresas.

Além disso, o RH deve encarar o momento como uma ferramenta para reforçar a importância que os funcionários possuem para a companhia, despertar o sentimentos de serem importantes e motivo de orgulho para o time.

Outra boa oportunidade se dá na possibilidade dos colaboradores levarem familiares para a festividade. Assim, esposas, maridos e filhos poderão conhecer e entender mais sobre a vida profissional do familiar.

Consequentemente, essas ações irão gerar um ambiente de trabalho mais agradável, despertando maior confiança das pessoas na empresa e aumentando a união e o engajamento das equipes.

Festa junina, julina e RH: como engajar os colaboradores

Com um RH estratégico, a data pode – e deve – ser aproveitada para engajar os colaboradores por meio de ações que vão além de um convite personalizado.

Existem oportunidades que, se aproveitadas, irão promover ainda mais a união e o empenho dos times para alcançar resultados melhores, confira!

Arraiá colaborativo

Alguns aspectos da organização, como budget, local da festa e horário, devem ser definidos pelo RH conjunto com a diretoria da empresa. Mas outros, podem ser delegados para promover a interação.

A empresa pode ser dividida em grupos, onde cada um deles possui funções específicas sobre a organização do evento. Enquanto um deles deve organizar as brincadeiras, outro deve organizar a quadrilha e um terceiro pode cuidar da decoração e distribuir pontos para o melhor executado, ou para a equipe que primeiro finalizar.

Esse tipo de ação tende a engajar os colaboradores, que querem entregar uma festa impecável. Afinal, quem irá desfrutar dela serão eles mesmos. Além disso, se os familiares forem permitidos, o esforço por um evento inesquecível será ainda maior.

Pula a fogueira, iá-iá

O RH pode motivar os funcionários a realizar e participar da quadrilha. Em empresas com um alto número de funcionários, a ação pode ser ainda melhor: as pessoas podem ser divididas em grupos e o que era uma dança, pode virar uma competição e a equipe vencedora pode ser premiada com itens simbólicos, como medalha de melhor dançarino, ou itens típicos, como chapéus de palha ou lenços-xadrez.

Apesar de simbólico, a ideia da premiação cria um ambiente de interação e esforço saudável, que serve para motivar a equipe e motivar os times.

Elogio elegante

Quer elogiar aquele colega de trabalho que você não conversa muito, ou tem vergonha? Uma ótima alternativa é fazer um correio elegante para poder aumentar a autoestima com feedbacks sobre um bom trabalho, ou até mesmo, encontrar um xodó secreto.

Melhor caracterização

Aqui, a ideia é simples e pode ser colocada em prática independentemente do tamanho da empresa: a pessoa que estiver melhor caracterizada é premiada.

O prêmio pode variar desde um dia de folga, home office até o que for definido pelo gestor. Já a votação para definir o vencedor, pode ser feita pelos próprios colaboradores, mas com uma regra: não vale votar em si mesmo.

Neste post, você descobriu como uma simples comemoração festiva pode ser uma grande oportunidade para engajar e entrosar os colaboradores. Se você gostou, assine a nossa newsletter para receber mais conteúdos como este!

No votes yet.
Please wait...